A cultura do povo Karajá

Mulheres da Ahima JK participam do 4º Encontro da Rede de Sementes do Xingu

Deborea Karajá, Kutanira Karajá e Rizza Matos, mulheres que fazem parte da Ahima JK e que são coletoras da rede participaram do Encontro anual que aconteceu em São Félix do Araguaia, MT,  entre os dias 10 e 11 de setembro.

Deborea durante a palestra sobre o banco de sementes da “Embrapa”

Esse é o primeiro ano do grupo na rede e também será o primeiro ano de colheita. A vice-presidente da Ahima JK, Deborea Karajá, disse que participar do encontro foi importante para adquirir novos conhecimentos. “Nos conhecemos outros indígenas que fazem esse trabalho, pessoas de outros lugares que nos ensinaram algumas formas de limpar a semente, também gostei da palestra da Embrapa que falou sobre as sementes criolas, nosso povo tinha milho que hoje não tem mais e a gente ficou sabendo que dá para ter novamente, é isso é muito bom para nós”, contou.

Na aldeia JK existe um grupo de 13 coletoras que neste ano tem uma previsão para coletar mais de 19 espécies.

 

 

 

 

 

O Encontro

Agricultores familiares, indígenas, pesquisadores, técnicos de diferentes instituições e financiadores estiveram reunidos durante três dias em São Félix do Araguaia ((1200 quilômetros de Cuiabá) durante o 4º Encontro da Rede de Sementes do Xingu. O encontro aconteceu entre os dias 09, 10 e 11 de agosto e foi organizado pelo Instituto Socioambiental (ISA), Associação Nossa Senhora de Assunção (ANSA) e Comissão Pastoral da Terra (CPT).

Participantes do Encontro

A Rede de Sementes do Xingu é um sistema de comercialização que incentiva a responsabilidade das pessoas para com a natureza. Envolve um trabalho de restauração em áreas degradadas e preservação da biodiversidade e está investindo em monitoramento das espécies e das áreas. O trabalho é realizado com agricultores familiares e indígenas das regiões do Xingu, Araguaia e bacia do Paraguai. Estes povos estão sofrendo forte pressão pelo avanço do agronegócio e pelo modelo de desenvolvimento rural imposto pelo setor para Mato Grosso.  Para se ter uma ideia, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, 22 mil assentados ocupam o mesmo espaço que as 2012 fazendas com maior extensão da região. As monoculturas, principalmente a soja, ocupam 1 milhão de hectares, segundo o IBGE. Já o rebanho bovino ultrapassa 6 milhões de cabeça de gado.

Nesses quatro anos, a Rede cresceu, vem ganhando visibilidade e recebendo mais pedidos de adesão. Além da repercussão na mídia, o projeto  é objeto de pesquisa de algumas universidades e, hoje, está se organizando para se tornar uma associação independente.

Durante o planejamento, Rodrigo Junqueira, coordenador adjunto do Programa Xingu do ISA, relembrou os objetivos da Rede“A rede é um negócio social, tem que gerar renda, mas não a qualquer preço. Estamos trabalhamos para que ela possa gerar renda de uma forma mais sustentável, lutando pelos direitos dos indígenas, da agricultura familiar e valorizando a diversidade do território”, completou.

José Nicola Costa, biólogo do ISA e coordenador da Rede, apresentou o balanço anual, os números de faturamento, os nomes dos compradores das sementes e para que elas estão sendo utilizadas.

Durante o encontro, os coletores receberam orientações sobre uso e acesso ao crédito solidário que a Organização Eco Sustentável oferece para os grupos da rede; participaram de duas palestras, uma sobre a Lei de Sementes que está sendo construída pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e outra sobre o banco de sementes da Embrapa, além de duas oficinas sobre o reconhecimento de espécies e de planejamento da coleta.

fonte: http://www.estacaovida.org.br/2012/08/15/1344/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s